• faleconosco788

Como é o processamento dos alimentos


Os alimentos frescos (in natura) geralmente são perecíveis, ou seja, estragam-se em poucos dias se não forem consumidos. Por esse motivo, as pessoas desenvolveram maneiras de conservá-los por mais tempo. A ciência de preservar a comida é conhecida como processamento de alimentos.

.

Alimentos minimamente processados:

Alimentos in natura que sofreram alterações mínimas na indústria, como moagem, secagem, pasteurização etc.

.

Exemplos: verduras, legumes e frutas (frescas ou secas); tubérculos (batata, mandioca etc.); arroz; milho (em grão ou na espiga); cereais; farinhas; feijão e outras leguminosas; cogumelos (frescos ou secos); sucos de frutas (sem açúcar ou outras substâncias); leite; iogurte (sem açúcar ou outras substâncias); ovos; carnes; pescados; frutos do mar; castanhas (sem sal e açúcar); especiarias e ervas frescas ou secas; macarrão ou massas (feitas com farinhas e água); chá, café e água.

.

Alimentos processados:

São produtos fabricados com a adição de sal, açúcar, óleo ou vinagre.

Em geral, são pobres nutricionalmente e ricos em calorias, açúcar, gorduras, sal e aditivos químicos, com sabor realçado e maior prazo de validade. Podem favorecer a ocorrência de deficiências nutricionais, obesidade, doenças do coração e diabetes.

.

Exemplos: enlatados e conservas; extratos ou concentrados de tomate; frutas em calda e cristalizadas; castanhas adicionadas de sal ou açúcar, carne salgada; queijos moles e pães (feitos com farinha de trigo, leveduras, água e sal).

.

Alimentos ultraprocessados:

Alimentos ultraprocessados são aqueles que passaram por maior processamento industrial. No geral, possuem alta adição de açúcares, gorduras, substâncias sintetizadas em laboratório e, principalmente, conservantes.

.

Além de possuir pouca composição nutricional e favorecer o consumo excessivo de calorias, esse tipo de alimento tem efeitos negativos sobre a saúde, se consumidos a longo prazo.

Entre esses efeitos, pode-se destacar a obesidade, devido ao consumo excessivo de gordura; problemas nos ossos, como a osteoporose, devido ao uso de corantes, que mudam a cor e o sabor dos processados; e problemas na flora intestinal, principalmente pela presença de o